Cariocão!

O fim de semana foi muito movimentado no futebol carioca. O Clássico Vovô inverteu totalmente a lógica. Enquanto todos esperavam que o Flu passasse sem dificuldades pelos reservas do Botafogo, quem brilhou foi a Estrela Solitária e o limitado time B do Glorioso goleou o Tricolor por 3 a 0 . Vitória de quem levou o confronto mais a sério.

Aliás, 3 a 0 foi um placar que se repetiu várias vezes nesse fim de semana. Tanto na Série A quanto na B do Cariocão. O Nova Iguaçu também passou fácil pelo Boavista por 3 a 0. E o Bonsucesso que ainda não tinha vencido nenhum jogo, venceu o Macaé. E advinhe o placar? Claro, 3 a 0.

Vamos dar destaque essa semana a tradicionalíssima duplinha da Leopoldina: Bonsucesso e Olaria. Enquanto o Cesso conquistou sua primeira vitória na Série A, o Azulão da Bariri começa e se encaminhar bem numa longa jornada da Série B rumo a elite novamente. O Olaria venceu também por 3 a 0. O adversário foi o Queimados.

Bonsucesso 3 x 0 Macaé:

jogo começou movimentado. O Bonsucesso, animado por sua fanática torcida, partia para cima do adversário. Somália e Fernando chegaram a assustar o Macaé e por pouco não marcaram. Apenas aos 45 da etapa inicial veio o primeiro gol. Num ataque macaense, Luiz Otávio puxou um rápido contra-ataque e lançou Fernando, que carregou a bola desde o meio campo e chutou colocado da entrada da área para abrir o placar na Teixeira de Castro. Bonsucesso 1 x 0.

Na volta do intervalo, o Macaé veio melhor. Marquinho arriscou um chute perigoso e quase empatou a partida, mas Lopes espalmou e salvou o Cesso. Os visitantes predominavam no ataque e o Leão segurava o jogo no seu campo.

Aos 23, porém, a equipe da Leopoldina acordou. Rick acertou cruzamento na cabeça de Somália que mandou pro gol. Cesso 2 x 0. Já nos acréscimos, a defesa do Macaé vacilou e Victor Hugo não perdoou. Tirou do goleiro e mandou a redonda para a rede. Final de jogo: Bonsucesso 3, Macaé 0. Vitória muito importante do Leão da Leopoldina.

Queimados 0 x 3 Olaria

O jogo já começou tenso. Com 5 minutos de bola rolando, o goleiro Cléber, do Olaria, cometeu penalidade e foi expulso. O reserva, Adilson, entrou no lugar do atacante Renato. Jarbas cobrou pênalti, mas Adílson, que acabara de entrar, defendeu, salvando o time da Rua Bariri.

A superioridade numérica do Queimados não durou muito. Aos 10 minutos, Vitinho cometeu dura falta em Cocada, sem bola, e recebeu também o cartão vermelho. Com 10 de cada lado, o jogo ganhou movimentação no ataque, mas a objetividade não foi muita.

O primeiro tempo seguiu sem grandes emoções e chances de gol. A tensão veio mesmo por conta de um fator externo. Aos 43 minutos da primeira etapa, torcedores invadiram o CT e os vestiários do Nivaldão. o árbitro, paralisou a partida, pois não havia policiamento no estádio.

Apesar das confusões, o jogo voltou. Na segunda etapa, o Olaria voltou melhor. aos 17, Lincoln acertou uma tijolada de fora da área no ângulo. Olaria 1 x 0. Aos 36, Bruno Andrade aproveitou a boa troca de passes do ataque olariense e escorou para o gol. Olaria 2 x 0.

O Queimados já estava perdido em campo e não conseguia juntar forças para reagir. A situação ainda piorou quando Tuiú foi expulso, aos 43 da etapa final. O golpe final do Azulão, veio nos acréscimos. Bruno Andrade arriscou de fora da área e acertou um lindo gol. Final de jogo: Olaria 3, Queimados 0.

Deixe uma resposta

Campo Obrigatório*.