Emagrecimento: Exercício Físico e emagrecimento – #2

Na última postagem vimos a diferença de “perder peso” e “emagrecer” e, pudemos observar que, “emagrecer” seria mais benéfico a longo prazo, mas para que isso ocorra tem que coexistir educação alimentar e exercícios. Mas quais exercícios?

Todas as mulheres pesam 67Kg! Viu como o % de gordura faz muita diferença?

Todas as mulheres pesam 67Kg! Viu como o % de gordura faz muita diferença?

Como também vimos anteriormente, “fechar a boca” não é solução, uma vez que ao parar de comer de maneira correta, deixamos de ter a energia necessária para realizar os exercícios. Energia essa que vem principalmente de um macronutriente bastante conhecido e, erroneamente, demonizado: o carboidrato. Sem ele, não temos energia pra nossas atividades diárias e muito menos para a prática do exercício, mas sobre esse assunto importante dedicaremos mais tempo posteriormente.

Não, não existe exercício mágico que emagrece. Para gerar emagrecimento temos que ter primeiro a consciência de gerar um “déficit calórico” no final do dia, ou seja, gastar mais energia do que ingerir. Por exemplo: se eu ingerir 2000 kcal no dia e gastar 2500 kcal (energia que nosso corpo gasta naturalmente + exercício) há um déficit calórico de 500 kcal. Alimentação saudável somada a exercícios (aeróbicos e de musculação) gera um déficit calórico considerável, e o emagrecimento ocorre gradualmente. Não existem catalisadores naturais para o emagrecimento saudável, ele é lento e assim, evitamos o efeito sanfona.

img_como_utilizar_o_jejum_sem_riscos_para_perda_de_gordura_1433_orig

O exercício aeróbico como caminhada, corrida, bicicleta ergométrica ou transport (planejado individualmente para cada pessoa) assim como aulas coletivas (spinning, jump, GAP, danças em geral, etc.), irá gerar um gasto calórico que ao final do dia, irá ajudar no déficit calórico. Quanto mais intenso for esse exercício aeróbico, maior o gasto calórico e, maior o déficit calórico (caso haja a educação alimentar). Mas cuidado, jamais tentem fazer um exercício intenso sem acompanhamento de um profissional de Educação Física.

A musculação, ao contrário do que a maioria pensa, não é somente para “secar” ou ficar “bombado”. A musculação auxilia, e muito, no emagrecimento (e não necessariamente na perda de peso). Quando praticamos musculação, a médio e longo prazo, pode ocorrer um fenômeno chamado hipertrofia, assim, a massa muscular aumenta e, consequentemente, aumenta-se a massa magra (como vimos na última postagem). Ao aumentarmos nossa massa muscular aumentamos também nossa taxa metabólica basal, ou seja, nosso gasto calórico em repouso aumenta, beneficiando assim a redução da gordura corporal.

Acabamos de ver que exercícios aeróbicos e musculação são bons para perder gordura, mas é possível fazer os dois, comer bem, e mesmo assim perder massa muscular. E devemos evitar perder a massa muscular, pelo motivo acima descrito. No próximo texto falaremos sobre como evitar perder essa massa muscular e como se utiliza a gordura no exercício aeróbico!

___

Rafael Natividade é professor de educação física, em formação, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Deixe uma resposta

Campo Obrigatório*.